Gratis! Receber atualizações e novidades por e-mail

Clique em curtir-nos no facebook

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Jornal japonês vai eleger os melhores mangás, animês e livros


O tradicional jornal japonês Yomiuri Shimbun está completando 140 anos e, em parceria com o site do projeto Sugoi Japan, vai indicar os melhores títulos de mangá, animê e livros juvenis dos últimos 10 anos. A categoria de livros está dividida em "ranobe" (light novels) e "entame shosetsu", ou entertainment novels



Haruhi Suzumiya: De light novel
para mangá e animê
Light novels são os romances juvenis recheados de ilustrações, geralmente em estilo mangá e que raramente ultrapassam as 200 páginas, sendo muito apreciados pelo público adolescente. O formato, que muitos veem como um híbrido entre literatura e quadrinhos, já lançou sucessos que foram vertidos para animê e mangá, como as séries Sword Art Online e Suzumiya Haruhi no Yuutsu. A palavra ranobe nada mais é do que uma abreviação japonesa para "raito noberu", a pronúncia de light novel vertida para o modo silábico japonês. 

Já entertainment novels são os "romances de entretenimento", que é como chamam os livros de ficção que alcançam o público jovem em geral, num formato editorial mais tradicional. O termo "entame shosetsu" vem da abreviação de "entaateimento" ("entertainment" na pronúncia japonesa) eshosetsu é "romance" (no sentido de formato literário, não de estilo). Um exemplo de livro japonês (na verdade, uma série de livros) que virou filme, mangá e ganhou versão em Hollywood é o terror Ring, que por aqui virou O Chamado. O concurso vale somente para obras impressas, não para histórias editadas na internet. 
O Chamado: Um dos poucos
produtos de Hollywood que
surgiu a partir de um
livro japonês. Mas só
ficou conhecido após
ter sido adaptado em filme
em seu país de origem.

O site que está em parceria com o Yomiuri, o Sugoi Japan (sendo que "sugoi" é "incrível"), é parte de um projeto para promover a cultura pop japonesa pelo mundo, com foco maior no mangá, animê, light novelse nos entame shosetsu. Estes últimos estão recebendo maior atenção, já que mangá e animê já são mídias muito conhecidas internacionalmente. 

Na menagem do site, um trecho diz que "Uma série de livros ingleses já vendeu mais de 400 milhões de exemplares pelo mundo, mas apenas poucos trabalhos japoneses já foram adaptados em filmes em Hollywood."Sem dúvida, o sucesso de Harry Potter ajudou a inspirar este projeto.

Como o grande objetivo é promover criações japonesas pelo mundo, só entrarão na votação obras com no máximo 10 anos. A regra diz que o título deverá ter sido produzido, editado ou exibido entre o dia  de janeiro de 2005 até 31 de julho de 2014, data limite para a elaboração de uma lista de indicados, com base nas recomendações de fãs e especialistas em cultura pop japonesa. 

O endereço para envio de recomendações e sugestões de títulos é:

sugoi-japan.jp/recommend.html
(Atenção: Somente aceita formulários em japonês.)

No início de outubro próximo, a lista de indicações (cerca de 50 por categoria) será divulgada. A votação popular irá começar assim que a lista for publicada e será estendida até 31 de dezembro de 2014. Os resultados serão divulgados em 12 de março de 2015, no Sugoi Japan Awards

Site oficial: www.sugoi-japan.jp

Fonte: sushipop

Sem comentários:

Enviar um comentário

O Pantufa's Pop reserva-se o direito de remover comentários que contenham frases, palavrões, caracteres que sejam ofensivos e que estão em desacordo com o propósito do blog. O autor do comentário deve colocar seu nome e sobrenome para comentar.

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...